Fala que a Batata escuta (O peido)

-Alô?

-alô…

-Qual o seu nome?

-Josenaldo

-Sinta-se a vontade para expressar o que esta sentindo.

-OK.Encontrei a mulher perfeita.A nossa conversa foi ótima e ela demonstrou muito respeito por mim.

-Prossiga.

-Depois desse dia,marcamos um novo encontro. Novamente, deu tudo certo.Porém, de repente, comecei a me empolgar e acabei sendo espontâneo demais. Falava alto, ria sem motivo e fiquei mais descontraído do que da outra vez. Talvez seja esse o responsável pela pior tragédia da minha vida: Soltei um peido, sem querer!

-Nossa, realmente o seu caso é muito grave. Não gostaria de estar no seu lugar.

-Depois do pum, fiquei muito constrangido. Ela fez aquela cara de vergonha alheia e não conseguiu mais manter o bate-papo. Comecei a gaguejar, fiquei sem assunto e não tinha onde enfiar a cara. Desde então, nunca mais senti coragem de ligar pra ela. Acredito que ela teria me achado perfeito, se não fosse os gases involuntários que saíram do meu ânus.

– Não se preocupe! Rezei a Grande batata pedindo para que ela esqueça o ocorrido.

-Obrigado pastor Batata!

-Eu que agradeço por você relatar um dos casos mais dramáticos da histório do “Fala que a batata escuta”

Image

Anúncios
Esse post foi publicado em Fala que a Batata escuta. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Fala que a Batata escuta (O peido)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s